É viver bem. Duas coisas acabam rapidamente com a

vida: a tolice e o vício. Uns perdem a vida por não

saber cuidá-la e outros por não querer fazê-lo. Assim como a

virtude é sua própria recompensa, o vício é seu próprio castigo.

Quem vive no vício encontra um fim duas vezes mais rápido:acaba com a vida

e com a honra. Enquanto quem vive na virtude nunca morre. A integridade de

espírito é transmitida ao corpo: uma boa vida é plena não só em intensidade,

mas também em extensão.

Baltasar Gracían,

1601,Espanha,livro A arte da Prudência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *