A  violência virou coisa comum, uma paisagem onde nos acostumamos e viramos  reféns do modelo de sociedade, fiquei indignado com esta notícia, pessoas indefesas sendo vítimas desta atrocidade.

09/03/2016 15h58 – Atualizado em 09/03/2016 15h58

 

Homens invadem e roubam casa de deficientes físicos no Agreste da PB

Roubo aconteceu na zona rural do município de Montadas. 
Dos cinco moradores da casa, quatro são deficientes.

Do G1 PB

 

Cinco pessoas de uma mesma família, sendo quatro delas deficientes físicas, tiveram a casa invadida por três homens na cidade de Montadas, no Agreste paraibano. As vítimas foram ameçadas e tiveram dinheiro, celulares, eletrodomésticos e até cosméticos roubados.

Eles não tiveram dificuldades para entrar na casa porque a porta da frente não estava trancada. No local moram quatro irmãos, sendo três deles deficientes físicos, além da mãe que também é cadeirante.O crime aconteceu na noite de terça-feira (8), no sítio Manguape, na zona rural do município. De acordo com a Polícia Militar, os três homens chegaram na casa em uma moto.

Segundo as vítimas, esta não foi a primeira vez que o local foi invadido. Há cerca de cinco anos eles teriam sofrido outro assalto em casa. Uma parente das vítimas, que não quis se identificar, disse que pretende convencê-las a deixar o local. “Eu quero que eles saiam. Eu não moro aqui, moro longe e eu quero que eles saiam daqui. Vou fazer de tudo”, disse ela.

Um agricultor que mora a cerca de um quilômetro da casa invadida disse que já foi assaltado 12 vezes e relata a insegurança vivida na zona rural. “É mais doque grave. Ninguém aqui tem sossego de vida. Ninguém pode nem trabalhar, que é agredido dia e noite. A insegurança é grande. Quem manda são eles, os errados”, disse Luiz Gonzaga.

De acordo com o comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar (10ºBPM), major Brandão de Melo, o policiamento da cidade de Montadas é feito por duas viaturas. Uma delas atua na área urbana e outra na zona rural. Montadas tem 5 mil habitantes em uma área de aproximadamente 32 quilômetros quadrados. Até 15h30 desta quarta-feira (9) ninguém foi preso.

G1 PB – 09/03/2016

Fernando Cunha

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *