Embalagem de bebida pode vir com imagens de acidentes

NESTES GRIFOS EM AMARELO CABE ALGUMAS OBSERVAÇÕES:
 
1- AS IMAGENS VÃO DIMINUIR OS ACIDENTES? A EDUCAÇÃO SERÁ FEITA COM GARRAFAS DE BEBIDAS E AS CRIANÇAS VÃO VISUALIZAR O TRÂNSITO OU A BEBIDA?
2 – COLOCAR MAIS RÓTULOS NUMA GARRAFA, GERA MAIS CUSTOS! E MAIS GASTO DE ENERGIA E ÁGUA..E QUEM PAGA ESSA CONTA? SERÁ QUE VÃO VENDER E LEMBRAR DOS ACIDENTES? 
3- PARA SE PRODUZIR CERVEJA O GASTO COM ÁGUA DÁ PARA ABASTECER TODO O PAJEÚ! FORA O GASTO COM ENERGIA. O QUE É MAIS URGENTE? ÁGUA, CERVEJA, TRÂNSITO? 

O deputado estadual Odacy Amorim (PT), presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), esteve, hoje, reunido com o diretor presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), Charles Ribeiro. O objetivo da visita foi discutir com Ribeiro o Projeto do deputado Augusto César, que dispõem sobre a obrigatoriedade de inclusão de imagens nas embalagens de bebidas alcoólicas, produzidas no Estado, assim como já acontece nas embalagens de cigarros, que traz imagens que mostram males que o fumo pode causar.

Segundo o deputado, a Lei diz no Artigo 1º que as indústrias de bebidas alcoólicas com sede em Pernambuco deverão, em um prazo de 180 dias, após a aprovação da mesma, colocar em todas as embalagens dos produtos fabricados ou engarrafados, imagens de acidentes alertando os perigos da mistura do álcool e direção. Ele lembrou também que, as imagens e as mensagens a serem colocadas nas embalagens das bebidas deverão ser analisadas pela Secretaria das Cidades, por meio do DETRAN-PE, Secretaria de Saúde e Desenvolvimento Humanos, Criança e Juventude.

Já para Ribeiro, esta Lei vem ao encontro da filosofia do órgão, que é educar para o trânsito, com foco na prevenção de acidentes. Isso é uma das prioridades do Governo Paulo Câmara. “Diante do número de pessoas que morrem todos os anos em Pernambuco de acidentes de trânsito por beber e dirigir, cabe a nós gestor trabalhar a educação no trânsito junto aos jovens e crianças com o objetivo de transformá-los em multiplicadores de educação no trânsito”.

Fonte: Blog Magno Martins

FERNANDO CUNHA – 27/10/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *