José Adalberto Ribeiro*

joseadalbertoribeiro@gmail.com

RIBEIROLÂNDIA – Impeachment é palavrão? Tá na Constituição, meu irmão. São os Art. 85 e Art. 86, “Da Responsabilidade do presidente da República”. Eis os Mandamentos da sofrência dos atuais  inquilinos do Palácio do Planalto. A legislação dá um rolé na Câmara dos Deputados, Senado Federal e Supremo Tribunal Federal, até desembocar no impedimento do presidente da República. Mas, na prática a legislação é outra, passa pelo coração do poder, nas ruas e nos tapetes vermelhos secretos.

Yo no creo no Impeachment, pelo que lo hay, lo hay! 

A Madre Superiora está na sofrência por causa do Petrolão e do marqueteiro que mandou ela vender ilusões na campanha eleitoral.

“Estou quase indo embora,

A mala já está lá fora,

Você, maldito Petrolão, foi o culpado desse amor se acabar.

Coração valente não chora,

Você quem destruiu o meu Ibope no DataFolha,

Agora tão falando em Impeachment,

Tu, marqueteiro João Santana,

Também sôis um mala,

Porque mandou eu enganar o povão,

Dizendo que a conta de luz ia baixar.

Não baixou porra nenhuma, vai aumentar.

Aquele Bruno Araujo passou na tribuna

O discurso que tu escreveu

Pra eu ler no guia eleitoral.  

Mendoncinha tirou uma onda, me chamou de Pinóquio, 

Me fez chorar e me deixou num beco sem saída.

A mundiça tá irada comigo,

Eu tô invocada com tu, Santana.  

A gente perdemos a eleição na Câmara

Pra aquele deputado Eduardo Cunha,

Que também é um mala e não gosta de nós.

Me fez chorar, machucou meu coração.

Tô quase indo embora,

Antes tu do que eu, João Santana,

Eu quero que tu vá embora,

Tua mala já tá lá fora, marqueteiro,

Por favor não implora,

Tu devia pedir perdão,

Porque me mandou vender ilusão.  

E agora, Lula? A festa da Petrobras acabou, a luz apagou, o povo sumiu, e agora, você? Está sem mulher, sem a namorada Rose, está sem carinho, está sem discurso, já não pode bebe, já não pode fumar, cuspir já não pode, o bonde não veio, o riso não veio, não veio a utopia do poder eterno do PT. E agora os 300 picaretas do Congresso?

Feito Moisés, o sapo navegou nas ondas do Mensalão, abriu o Mar Vermelho, sobreviveu e sobrevive até hoje. O caçador das Alagoas havia naufragado nas ondas colloridas do Impeachment. Dilma dá braçadas para sobreviver nas ondas da sofrência.

*Jornalista

Excelente artigo…Fernando Cunha. blogdo magno martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *