A  política é realmente muito dinâmica e podemos afirmar sem medo: a única constante é a mudança, pois amanhã pode mudar,ontem mudou,talvez não mude!

Neste cenário, as raposas uivam,come o seu lanche e ainda culpam o padre.

Neste xadrez, o deputado deu um xeque mate, e ainda pavimentou uma estrada junto ao principal adversário…ufa, que jogada….e se for blefe? e porquê só agora?faltando pouco para a convenção? fui injustiçado? não fui consultado? o principal bombeiro é o deputado Feitosa,que é ligado ao deputado! se acontecer mesmo, muda os vários cenário! será que ele tem essa força toda?os prefeitos vão acompanhar?ou é um balé ensaiado? talvez Dudu precise afagar o ex-futuro-aliado e talvez neo-adversário! Vamos viajar para a Cidade dos Poetas: supondo que ele faça o que diz, nós teríamos aqui uma configuração inusitada: O prefeito ganha um grande reforço,pois Zé vai defender Armando? vai ser fiel  ou rachar com Dudu? os deputados serão os mesmos? O líder do governo se abraça logo com o presidente da Câmara! já definiriam o próximo Presidente da Câmara, o Prefeito também…Mas como tudo poder acontecer…inclusive nada. Veja o texto publicado no Blog do Magno, reflita:

Escrito por Fernando Cunha, SJE – 11/06/2014 às 22:09hs

     A guinada de Inocêncio

A decisão do PR pernambucano de não assinar o edital da convenção conjunta da Frente Popular do próximo domingo, homologando a candidatura de Paulo Câmara (PSB) a governador, pode representar a debandada do grupo de Inocêncio Oliveira para o palanque de Armando Monteiro, candidato a governador pelo PTB.

Há pouco, em comentário neste mesmo espaço, antecipei que Inocêncio havia aberto um canal de negociação diretamente com Armando devido ao péssimo tratamento que vem recebendo dos aliados governistas.

O líder republicano, dono de um capital eleitoral invejável no Agreste e Sertão, foi rifado do Governo João Lyra e ganhou um prêmio de consolação com a nomeação do vereador Romero Jatobá  para a pasta de Habitação da Prefeitura do Recife. Granja não tem relação com Inocêncio.

É uma indicação do deputado Alberto Feitosa, de quem ganhou o apoio no Recife para disputar à reeleição para a Assembleia Legislativa. Sentindo-se desprestigiado e sem espaço, Inocêncio teria resolvido dar uma guinada no processo eleitoral.

Circulou a informação, ontem, de que, ao deixar o PR fora da convenção de Câmara, o velho cacique abriu a janela do entendimento com Armando, que passaria pela indicação do candidato a vice-governador.

A princípio, o nome cogitado seria o do deputado Sebastião Oliveira, em campanha para deputado federal como herdeiro dos votos de Inocêncio e da sua cadeira em Brasília, já que este resolveu não disputar mais um mandato federal.

Se isso vier a ser confirmado, não está afastada a possibilidade de Inocêncio rever a sua decisão de pendurar as chuteiras, concorrendo, assim, a mais um mandato para a Câmara dos Deputados no lugar de Sebastião.

Transcrito do Blog do Magno Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *