A dor da separação e o prazer do recomeço

Publicado em 11.06.2014, às 10h02

 

 

 

 


A separação é como a morte da idealização do amor eterno

A separação é como a morte da idealização do amor eterno
 


Por Silvana Melo

Em meio à dor e à angústia de uma separação é comum sentir o mundo desmoronar. Projetos, sonhos e expectativas frustradas. O fim de um relacionamento amoroso é sempre sofrido e esta perda é vivenciada como um verdadeiro luto: é a morte da idealização do amor eterno e do "felizes para sempre" que se aprendeu nos contos de fada.  A tristeza, raiva e desilusão típicas dessa fase devem ser encaradas como uma resposta natural e vivenciadas para o fechamento desse ciclo. 

Após essa etapa, é fundamental trabalhar essas emoções com o intuito de ressignificá-las e não alimentar um sentimento de culpa tampouco ressentimentos em relação ao outro que aprisionam e impedem a  pessoa de reconstruir sua vida afetiva e sexual. Nessa fase algumas pessoas necessitam e buscam uma psicoterapia. Afinal, resolver os traumas e conflitos é fundamental para não repetir o mesmo "script" em relacionamentos futuros.

De toda experiência negativa pode-se tirar um aprendizado e, dessa aprendizagem, a pessoa pode sair mais confiante em si e em suas habilidades e capacidades de sobreviver no mundo. A aceitação desse fim também é muito importante nesse processo de reconstrução.  A partir daí é respirar fundo e recomeçar! Recomeçar prazerosamente dizendo a si mesmo(a): "Eu mereço ser feliz!". É um novo ciclo de vida que se inicia. É importante rever e criar novos projetos, buscar realizar antigos ou novos sonhos.

Cuidar de si e aumentar sua auto-estima. Atividade física é uma grande fonte de prazer, pois além de fazer bem para o corpo, produz hormônios que promovem alegria e bem estar; sair com amigos, viajar e conhecer novos lugares e pessoas também.  Dedicar tempo a si mesmo, fazer coisas prazerosas e estar aberto a novas experiências. Afinal é tempo de reconstrução, de renascer como um fênix. E como bem diz Ivan Lins e Vítor Martins na música "Começar de novo":

" Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido".


Vale a pena atravessar a "noite escura do sofrimento" e ver o sol raiar dando boas vindas a um novo dia se sentindo mais fortalecido e aberto a novas possibilidades e  experiências.
               
E tudo isto, com Muito Prazer!

Fonte: NE10

Fernando Cunha, SJE 11/06/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *