Vai Ter Copa! E Argentina ganha!

29/01/2014  03h02

 

Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Hoje eu tenho duas notícias, uma boa e uma ruim. Ou duas boas, ou duas ruins: Vai ter Copa e a Argentina vai ganhar! Rarará!

Atenção, black brócolis! Vai ter Copa e a Argentina ganha!

Pensamento de black brócolis: não vai ter Copa. Não vai ter Carnaval. Não vai ter verão. Não vai ter praia! Não vai ter pipoca! E não vai ter mais Brasil!

E sabe como se chama o dono do fusquinha queimado nos protestos? ITAMAR! Até em protesto tem predestinado!

E a oposição revoltada porque a Dilma parou pra dormir em Lisboa? Eu apoio a escala da Dilma em Lisboa por razões humanitárias: direto do Blatter pro Raúl Castro, sem escala? Sem tomar fôlego?! "Posso dormir antes?". Rarará!

Quando denúncia vira implicância, perde a credibilidade!

E Dilma e Cristina Kirchner! A Dilma tá parecendo o Bob Esponja, quadrado e com dois dentinhos.

A Cristina Kirchner tá parecendo a Gretchen. Com aquela boca de bico de tênis Conga. Com aquela boca de "VOU TE BEIJAR!". Rarará.

E a Dilma tuitou lá de Cuba: "Estou numa ilha aqui em cima, governada pela mesma família há 50 anos".

"São Luís!", gritou o Sarney. Ela estava em São Luís! Rarará!

E avisaram pra Dilma que tomara que caia em Cuba se chama "Abaja e Chupa"?

E eu sempre repito a definição de Cuba, dada por um repórter da "Newsweek". Três são as causas da vitória da revolução cubana: saúde, educação e habitação.

E três são as causas do fracasso: café da manhã, almoço e jantar! Rarará!

E o Fidel, El Coma Andante, com o agasalho Adidas! Devia mudar o nome pra Fadigas! Agasalho Fadigas!

E diz que o Fidel confundiu a Dilma com o Lula. "Lula, você tirou a barba?". "Não, comandante, yo soy Dilma". Rarará.

É mole? É mole, mas sobe!

O Brasil é Lúdico! Olha o nome desse prédio em Piuma, Espírito Santo: "Edifício EU". Rarará. Cúmulo do egocêntrico!

E a crise na Argentina? O site Twitteiro mostra o cartaz na loja de um argentino: "Vendo todo e me voy a la mierda". Rarará.

Nóis sofre, mas nóis goza!

Hoje, só amanhã!

Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno! 

 
josé simão

José Simão começou a cursar direito na USP em 1969, mas logo desistiu. Foi para Londres, onde fez alguns bicos para a BBC. Entrou na Folha em 1987 e mantém uma coluna que considera um telejornal humorístico.

 

 

Fonte: Folha SP

Fernando Cunha, SJE 29/01/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *