29/12/2013 22:43
Mais um ano sem fim! 

 


 

2013 chega aos seus últimos dias, mas será um ano que não terminou. Como 1968, quando o Brasil vivia um dos períodos mais duros da ditadura militar e Zuenir Ventura escreveu o livro "1968: o ano que não terminou", contando como no país a música e a política ganharam corações e mentes de uma juventude ávida por mudançs sociais e de comportamento. Sonhos interrompidos pelo AI-5 que calou as vozes por várias décadas.

 

Apesar de vivermos em plena democracia, 2013 também é um ano sem terminar porque os acontecimentos que marcaram seus 12 meses não melhoraram a vida da população, como muitos sonhavam.

 

As manifestações nas ruas, que levaram milhares de pessoas a protestar contra a má qualidade dos serviços públicos no mês de junho, surpreenderam políticos e governantes, mas não ajudaram a mudar quase nada.  E podem voltar com mais força em 2014, ano da Copa do Mundo.

 

A Justiça brasileira se destacou em 2013 ao mostrar que, quando quer, trabalha, julga e prende bandidos. O exemplo vem do Supremo Tribunal Federal  (STF) que condenou 25 figurões do PT no processo do mensalão, mandou prender 17, mas ainda falta resolver o que vai fazer com os outros oito condenados que recorreram da decisão e aguardam a decisão final do STF.

 

No Congresso Nacional, 2013 também não termina porque senadores e deputados, passado o susto inicial das manifestações, simplesmente ignoraram os anseios do povo e continuam pintando e bordando com o dinheiro público. É só lembrar um fato recente: o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), viajou num jato da FAB de Brasília para Recife, para se submeter a uma cirurgia plástica estética de implante capilar.

 

E se Dilma Roussef comemora os números do programa Mais Saúde, que objetiva melhorar os atendimentos na área, a presidente da República continua perigosamente indiferente às ruas, como se aguardasse a volta das manifestações e o mesmo acontece com os governos. Se alguém duvida é só aguardar para ver o que acontecerá no Brasil da Copa do Mundo e do ano eleitoral.

Blog da Divane Carvalho,30/12/2013
Fernando Cunha, SJE 30/12/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *