Monthly Archives: agosto 2014

Política se faz com coragem,determinação,visão e acima de tudo coerência,veja como está aqui em São José do Egito,esses grupos acham que o povo é bobo;já estão cansados desta mesmice,rancor,ódio,que só faz a cidade ficar pobre a cada dia; e eles morando em suas mansões,fazendas! Todos estão no passado;veja as fotos e reflita:

Afinal, quem é o candidato? tem vice? representa a frente popular?Evolução errando.

Foto: É sábado !!!

 

Esse cartaz é emblemático,nen foram eleito e já fizeram por São José do Egito?Qual é a obra mesmo?o povo vai saber se estão no mesmo barco? O meu compromisso foi com? esqueceram que as coisas mudam….reconstrução errando

Foto: Votamos para ganhar...com Rogério e Dilson para mudar , com José Marcos e Romério para continuar !

Parece que em 2016,vamos ser doidos. Quem é,não será,quem acha,pode errar,podem apostar.

Fernando Cunha. 

 

 

Após as pesquisas de opinião, onde Marina do PSB, aparece com 29% e com uma projeção de no segundo turno ter 45% e a candidata do PT 36%,vemos algumas mudanças no humor de determinadas pessoas, o que virá por aí. É gente atacando sem conhecer Marina, como fizeram com LULA quando ele ganhou, inclusive o próprio que sofreu com este tipo de preconceito bobo, diz que ela não é capaz. Engraçado que quando foi Ministra do Meio Ambiente, era tudo de bom:"minha companheira Marina,exclamava o boquirroto Lula". O medo da perda leva a uma série de atitudes muito raivosas. A Dilma por mais que ela se esforçe, não terá forças suficientes para varrer a onda furacão Marina. As pessoas precisam entender que quando chega a hora da pessoa, não tem jeito. Vai dá Marina. Basta você olhar para as pessoas. O Eduardo Campos,um dos maiores líderes deste País, tinha razão ao sonhar e acredita(pois não morreu,seu ideais continuam vivo),que está na hora de mudar,avançar,não apenar mudar, mais fazer um novo pacto com a sociedade,os partidos,sindicatos,jovens,terceira idade,universidades ,para que se possa construir um  País de futuro para uma sociedade justa e sustentável,onde podemos equilibrar o desenvolvimento econômico,meio ambiente,pessoas e dizer bem alto: queremos fazer o jogo do ganha-ganha-todos.

Fernando Cunha, SJE – 28/08/2014

Como escolher a bebida ideal para cada ocasião

Publicado por  em Notas às 09h00

Escolher uma bebida requer habilidade em acertar a mais adequada para oferecer em cada evento. Não adianta ter cachaça para os adultos numa festa infantil, por exemplo. Fica deselegante. Em vez disso, o ideal é substituir por cerveja, que dará um ar de leveza ao evento. O barman Ricardo Nascimento dá dicas de como não cometer garfes na hora da escolha.

Drinque com stinger, mojito e caipirinha, de Ricardo Melo. Foto: divulgação/Pisco

Drinque com stinger, mojito e caipirinha, de Ricardo Nascimento. Foto: divulgação/Pisco

Vinho: Bebida requintada, ideal para oferecer no Outono-Inverno. Deve-se oferecer vinho em jantares de negócio ou românticos, almoços de domingo, coquetéis, e pode ser misturado a batidas com frutas, em festas diurnas.

Foto: divulgação

Fotos: divulgação

Cerveja: Esta bebida é uma das únicas que podem ser oferecidas em qualquer dia e horário, mas sempre será indicada para ser consumida no Verão. Sirva em aniversários e em casamentos não pode faltar. Em batizados, chás de bebê, entre outros eventos mais leves: ela é curinga!

Beer

Uísque: Nem todos bebem e, geralmente, é uma bebida casual. Sirva em casamentos, festas noturnas em geral, não ofereça em almoços, e nem em lanches.

bourbon

Vodca: A bebida russa segue o mesmo critério do uísque. É uma bebida pesada, quente, e somente deve ser oferecida em festas noturnas. Também pode ser usada para fazer batidas e caipirinhas, que aí sim podem ser oferecidas durante o dia.

Tipos-de-vodka

Cachaça: Nem todo mundo é fã, mas é uma ótima ideia oferecer uma dose antes do almoço para abrir o apetite. A use para fazer batidas à noite ou caipirinhas durante o dia.

Cachaça1

 

G1

Todo o mundo político está na expectativa da divulgação da pesquisa nacional Ibope, nesta terça-feira (26), principalmente nos comitês dos candidatos. Mas uma pesquisa do mesmo instituto sobre a disputa no Paraná pode servir de parâmetro para comprovar que há mudanças na corrida eleitoral. Elas podem ser com maior ou menor intensidade, dependendo do Estado ou da região, mas fica claro que começou uma nova campanha com a entrada de Marina Silva no páreo, em substituição a Eduardo Campos.

No primeiro instante, parecia que Marina avançava sobre o eleitorado de Aécio Neves, deixando Dilma Rousseff intacta. Mas não é isso o acontece no Paraná: lá, Marina está na dianteira com 29% das intenções de votos, contra 28% para Dilma e 24% para Aécio. Antes da tragédia com Campos, havia a expectativa de que Aécio pudesse assumir a dianteira no Estado, coisa que aconteceu em eleições anteriores para o candidato tucano à Presidência. Agora, Aécio ficou em terceiro, mas tudo mais ou menos embolado.

O mais curioso se dá por dentro da pesquisa: entre os eleitores de 25 a 34 anos de idade, Marina dispara para 35% dos votos, e Dilma e Aécio sem embolam no segundo lugar, com o tucano um pouco à frente (22% contra 20% para Dilma). Entre os eleitores de ensino médio, Marina continua à frente com 31% das intenções de votos, Aécio, com 25%, e Dilma, 23%.

No entanto, a diferença maior fica entre os eleitores com ensino superior: o tucano sai na dianteira com 38% das intenções de voto, contra 35%, de Marina, e 16% para Dilma – ou seja, a petista ficaria fora do segundo turno se a eleição fosse neste contingente eleitoral.

É claro que este contingente é muito pequeno diante do conjunto do eleitorado brasileiro.  Por outro lado, pode indicar motivo de preocupação para Dilma. Se for eleita, terá de governar com forte oposição de parte do eleitorado paranaense.

Outro dado curioso da campanha no Paraná a esta altura da disputa: o crescimento de Marina não se reflete na disputa estadual que, pelo que mostram as pesquisas até aqui, segue em outra faixa, sem ser contaminada pela corrida presidencial. Ou seja, a queda de Aécio não afetou a disputa no Estado e nem a candidatura do tucano de lá, Beto Richa.

Resumo da ópera: a campanha está em aberto. Os primeiros movimentos começam a acontecer de forma mais brusca, mas ninguém é capaz de afirmar o que vai acontecer daqui para frente. Em disputas anteriores, os especialistas afirmavam que o cenário dos primeiros dias de setembro tinha muita chance de ser o retrato final da disputa.

Com tantas mudanças, tragédias e novidades nessa corrida eleitoral, o que se diz agora é que este retrato só será visto no fim da primeira quinzena de setembro. Ou seja, retardou mais um pouco.

Portanto, a ordem nos comitês eleitorais é que todos devem ter paciência.

Fonte: G1, Cristina Lôbo 26/08/2014

Fernando Cunha.

Poema de Antônio Marinho, em homenagem a Eduardo Campos

Resultado de imagem para antonio marinho

Vamos plantar Eduardo e adubar este plantio
De sonhos pelo que é justo, do bem diante do hostil
osso guerreiro tombou, mas sua alma subiu
No céu brilhante da história, um astro novo surgiu
Guiando todos os olhos, do rebanho que pariu
E hoje se sente órfão, pelo farol que partiu
Mas partiu pra brilhar mais, no firmamento de anil
Será luz na caminhada, Deus consola quem feriu
Nós seguiremos unidos, pois ele nos reuniu
Vamos pegar no serviço, como ele sempre pediu
Pra levantar a bandeira, que a meio mastro caiu
Pois Eduardo está vivo, em tudo que construiu
Todo povo brasileiro, o seu legado assumiu
Vamos estar firmes na luta, seguindo quem nos uniu
Eduardo, todos nós seguiremos tua voz, sem temer nenhum algoz, sem desistir do Brasil
Eduardo, todos nós seguiremos tua voz, sem temer nenhum algoz, sem desistir do Brasil

Antonio Marinho, poeta arretado, de São José do Egito

Diante da perda irreparável de um líder carismático,com visão de futuro e para que seu legado seja continuado para uma sociedade mais justa,igualitária e acima de tudo unida com seu sonhos e seus ideais, vamos plantar esta semente em nosso corações lutando por ele e no dia 13 de Setembro de 2014, vamos plantar simbólicamente uma semente em nosso quintal,jardim,terreno,fazenda,chácara,sítio,apartamento,casa, onde a imaginação alcançar.

A semente signica renascimento que vai crescer e dá bons frutos.

 

Fernando Cunha, 03/009/2014

O Conjunto Habitacional Júnior Valadares, popularmente conhecido por " Vila dasCasinhas", precisa que o poder público escute mais a população local,pois temos associações e representantes que estão lutando por aquela área abandonada.

Precisamos de pessoas comprometidas de ação social,governo,câmara e sociedade para debater os problemas….e espero que nesta eleição não façam o milagre da multiplicação dos votos. Existem relatos de vendas ilegais,repasses, e esta venda de terrenos, é uma venda de ilusões. Veja o face do Pedro Nebrain:

Pedro Nebrain

Hoje às 10:00 foi marcado o primeiro Leilão de Terrenos no Conjunto Habitacional Júnior Valadares. O prefeito de Prefeitura São José Do EgitoRomerio Guimaraes Havia prometido em Reunião em abril de 2013 que não faria nada sem antes conversar com a comunidade e no entanto colocou os lotes a venda. QUE DECEPÇÃO PREFEITO, PROMETEU E NÃO CUMPRIU! O dito Leilão foi um fracasso não apareceu compradores e agora Prefeito? Você tem outra oportunidade de conversar e ouvir a Comunidade do Júnior Valadares. Resta saber se você quer! A Associação AAMAE e Conselho de Moradores do referido Conjunto estão a disposição para diálogo.

Fernando Cunha – 20/04/2014

  1. Eduardo Campos
    Economista

  2. Eduardo Henrique Accioly Campos foi um economista e político brasileiro, ex-governador de Pernambuco, presidente do Partido Socialista Brasileiro e candidato à Presidência da República nas eleições de 2014. Wikipédia

  3.  
  4. Nascimento10 de agosto de 1965, Recife, Pernambuco

  5. Falecimento13 de agosto de 2014, Santos, São Paulo

  6.  

Homenagem ao grande Pernambucano, Imortal….16/08/2014

Fernando Cunha – SJE

CONSUMO CONSCIENTE

8 ações para tornar a rotina mais sustentável

Vivemos uma época de profundas transformações ambientais. É necessário rever hábitos e, de alguma forma, agir. Especialistas lembram atitudes simples que dão resultado

 

 

 

 

 nattu/Creative Commons

Só seremos mais sustentáveis quando deixarmos o peso do termo de lado e fizermos de nossa preocupação uma ação orgânica, rotineira. É isso que defende a escocesa Sara Parkin, diretora da ONG inglesa Forum for the Future e autora do recém-lançado O Divergente Positivo(Peirópolis, com apoio do Planeta Sustentável. Conheça oblog do livro). 
 

A ativista esteve em São Paulo em março para conhecer projetos regionais na área. A questão domeio ambiente, segundo ela, já está entre as maiores preocupações do brasileiro. De acordo com relatório elaborado pelo Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas em 2013, 90% dos brasileiros reconhecem que o problema é grave e 85% admitem que a culpa é da atividade humana. 

Nos últimos anos, secasalagamentos, plantações arrasadas e outras mudanças têm deixado claro que é preciso fazer algo antes que seja tarde demais. "Adotar atitudes sustentáveis tem muito a ver com a nossa capacidade deresiliência: nos transformamos e nos adaptamos depois de choques que exigem mudanças", explica a geógrafa Denise Kronemberger, coautora do livroDesenvolvimento Local Sustentável – Uma Abordagem Prática (Senac), e coordenadora da produção de indicadores de desenvolvimento sustentável no IBGE, critérios que medem a evolução dos assuntos relacionados ao meio ambiente no Brasil, como diminuição de área verde ou acesso ao saneamento básico. Sabe-se que o tom chato e distante que os temas verdes ganharam dificulta transformações na área. Porém, há muito que você pode fazer.


1. QUESTIONE AS SUAS ATITUDES
O que significa sucesso para você? Para a maioria da população, a resposta é morar em uma casa grande, poder viajar sempre e ter um salário gordo. "Vivemos a lógica da competição: queremos ser melhores do que nossos vizinhos e familiares", explica Sara. Não há nada de errado em buscar uma vida confortável, como ela ressalta, mas não devemos nos basear nesses critérios para definir se levamos uma trajetória satisfatória e feliz. Mais importante é ter experiências gratificantes no dia a dia, saúde, bons amigos e momentos de diversão. 

Denise lembra do conceito de Felicidade Interna Bruta, uma analogia ao Produto Interno Bruto (PIB), que mede o progresso do país não só pelo dinheiro gerado mas também pela relação da nação com o meio ambiente e pela qualidade de vida da população. "São essas as coisas que devemos buscar", defende a geógrafa. Com esses conceitos na cabeça, é necessário questionar diariamente as suas ações e motivações. O que você busca no trabalho? Como fortalece suas amizades? O que faz para contribuir com um desenvolvimento sustentável? Use essas respostas como guia na hora de tomar decisões.
 
2. NÃO ESQUEÇA DO BÁSICO
Com uma situação tão alarmante, às vezes achamos que é inútil nos comprometer com as pequenas atitudes, como diminuir o tempo do banho ou levar sacolas reutilizáveis ao supermercado. "A verdade é que, neste momento, tudo conta", explica Sara. Vale, então, aquele esforço para usar ao máximo o transporte público e economizar na conta de luz tirando da tomada tudo que não estiver usando durante o dia, como televisores, micro-ondas, fogão e computadores. 

reciclagem do lixo também ajuda, assim como evitar o desperdício de comida. "Em média, jogamos fora 40% dos alimentos que compramos para casa", afirma a autora.

 

Fonte: Planeta Sustentável

Fernando Cunha – SJE – 16/08/2014

 

HOJE É O NIVER DELE,QUE DIZ QUE TODO DOIDO É SABIDO

NO PLANO POLÍTICO, É UM HÁBIL ARTICULADOR, SABER FAZER AS COISAS.

É UM APAIXONADO POR NALVINHA,SUA ESPOSA…E SEUS FILHOS..

É UM LÍDER…..DIZEM QUE VAI FAZER UM CHURRASCO PARA TODO MUNDO(UI)!

EU E DOIDO ESTAMOS FAZENDO UMA NOVA HISTÓRIA NA POLÍTICA AQUI…

VEJA COMO ELE É LINDO E FOFO:

Foto de Francinaldo Guilherme.Foto de Ednalva Silva.José Vicente SouzaFoto de Loângela Machado.

UMA HOMENAGEM DO AMIGO E CONSULTOR FERNANDO CUNHA.