Monthly Archives: março 2014

20 dicas para estudantes de Direito

05/09/2012

Estudar Direito pode ser estressante: a leitura em demasia, o preciosismo das palavras, a necessidade de arranjar um estágio, entre outros percalços no caminho para se formar. Confira 20 dicas para estudantes de direito

 

ESTUDAR É UM DIREITO SEU E ORGANIZAR TAMBÉM

imagen-relacionada

Crédito: Shutterstock.com

Embora você seja estudante de Direito, sua vida não deve se basear completamente nas leis. Vá à academia, faça um esporte, cultive um hobby e se divirta

 

 

O rigor das matérias de Direito na universidade é proporcional àquele que você terá que desenvolver na sua vida adulta, quando for um profissional. Julgar casos, defender pessoas, interpretar leis não é fácil; por isso, não espere que a universidade não seja tranquila. Mas, embora estudar Direito seja árduo, isso não significa que você tenha se tornar insano. É necessário manter-se sano.

 

 

Confira 20 dicas para estudantes de Direito:

20 dicas para estudantes de direito – 1. Metas objetivas

É ótimo criar expectativas e sonhar com uma posição privilegiada, mas não exagere. Pense em como você vai chegar lá e estabeleça metas objetivas e que você sabe que pode alcançar ao longo da sua jornada.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 2. Intervalo após leituras

Depois de passar por leituras e interpretações, seu cérebro precisa de um intervalo. Embora seja tentador ir direto aos livros, passar um tempo descansando é essencial para sua saúde mental e energia.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 3. Administre o seu tempo

Não é de grande utilidade sair fazendo tudo o que tiver pela frente. É importante organizar-se e estabelecer um tempo máximo para cada tarefa e trabalho que você tiver. Se não, você pode passar tempo demais em alguma matéria e esquecer das outras.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 4. Dieta balanceada

Fast food é conveniente e uma alternativa simples de comida enquanto você estiver ocupado demais estudando, porém é terrível para sua saúde e energia. Reserve um tempo para comer o que é bom, de fato, para você. Se isso realmente for impossível, coma uma fruta ou legumes enquanto estiver se dedicando.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 5. Organização

Muita gente sai de casa para estudar. Portanto, não deixe nenhuma pendência para quando tiver entrado na faculdade. Pague suas contas, escolha um lugar apropriado, com as pessoas certas antes de começar o curso. Organize-se antes de começar a estudar, para que você tenha tempo para estudar, e não para perder com outras coisas menos importantes, porém urgentes.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 6. Situação financeira

É importante ter um plano financeiro de como você vai se manter enquanto estiver na faculdade. Seja porque você teve que mudar de cidade, ou porque você está em uma instituição particular, ou os dois ao mesmo tempo. Não deixe esses problemas afetarem você durante o curso. Por isso, decida bem qual faculdade, onde fazer e como arcar com as despesas com antecedência.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 7. Cronômetro

Muitos alunos passam pelo problema da procrastinação: quando sabemos que temos algo para fazer, mas adiamos ao máximo as tarefas importantes com futilidades do dia-a-dia. Estabeleça, por exemplo, que, durante 45 minutos, você não fará nada, senão estudar. Mesmo que você não consiga fazer nada de útil nos primeiros momentos, uma hora ou outra, você vai ficar entediado e começará a fazer algo produtivo. O importante é evitar as distrações.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 8. Abrace um cachorrinho

Recupere a sua perspectiva e solte endorfina no seu organismo abraçando um animal de estimação no seu pico de estresse. Na Escola de Direito da Mason University, 15 cachorrinhos abandonados foram listados pela instituição de ensino como uma alternativa para o estresse causado pós as provas. Abraçá-los, segundo os próprios estudantes, fez com que eles se “sentissem humanos novamente”. A Escola de Direito de Yale também usa os cachorrinhos como terapia contra a ansiedade com os alunos.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 9. Entenda o básico do Direito

Há diversas técnicas que você tem que aprender ao longo dos cursos universitários e, quanto antes você aprender, melhor. Com Direito, não é diferente. Por exemplo, escrever nas provas nunca é de menos. Pense que você é um argumentador por definição. Portanto, pode ser até que você não saiba muito bem sobre o assunto, mas se você argumentar bem, o professor vai considerar isso na resposta. Aprenda os truques.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 10. Válvulas de escape

Embora você seja estudante de Direito, sua vida não deve se basear completamente nas leis. Vá à academia, faça um esporte, cultive um hobby e se divirta. É essencial que você tenha uma válvula de escape para não “surtar” com tanta leitura, leis e papeladas.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 11. Reconheça e diminua a procrastinação

Não tem problema passar um tempo no Facebook falando com seus amigos e familiares, mas é necessário saber quando você está fazendo disso um hábito saudável. Se você estiver exagerando, saiba reconhecer que você está passando tempo demais com futilidades e volte aos estudos.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 12. Álcool e outras drogas

Drogas, álcool e cafeína em demasia podem transformar pequenos problemas em situações ainda maiores. Não seja um “advogado bêbado”, que dá preferência ao bar do que a uma prova. Aprenda a relaxar de maneira saudável e encare o álcool como uma maneira ocasional de aliviar o estresse.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 13. Habilidades já adquiridas

Se você não quer ser um workaholic do Direito, assuma que nem sempre você entenderá tudo sobre o que estuda. É natural que você tenha defasagens em algo e seja muito bom em outras matérias. Por isso, não tenha medo de usar os truques que você aprendeu nas outras vertentes do Direito para aquela com a qual você não simpatiza muito ou com aquela que você não teve tempo de estudar.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 14. Divida tarefas

É difícil terminar um trabalho do bimestre ou semestre em apenas um dia, ou com apenas uma informação. Por isso, é essencial que você saiba dividir seus afazeres, seja para você mesmo, seja para seu grupo. Isso ajudará a manter as coisas organizadas e evitará o estresse um dia antes da entrega do trabalho.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 15. Não seja perfeccionista

Não estamos dizendo que você não deve buscar sempre bons resultados. Mas há uma diferença entre isso e o perfeccionismo. No final das contas, você vai ser contratado pela sua inteligência geral e não porque você decorou todas as leis emendas da Constituição. Não seja duro demais com você mesmo, isso facilita as coisas e evita problemas sérios, como depressão, ansiedade e frustração.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 16. Não fique doente

Não deixe que um resfriado comprometa seu semestre e faça com que você pegue dependências (DP) na universidade. Durma bem, alimente-se adequadamente, seja asseado e lave as mãos antes de comer.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 17. Foque-se no necessário

Não se atenha a detalhes, nem à memorização inútil. Entenda a lógica por trás de certo assunto, por que ele aconteceu daquela maneira, movimentos políticos, entre outros. Não se prenda a minúcias e tente resumir os assuntos o máximo possível.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 18. Não exagere na urgência

É recomendado, sim, que você tenha uma noção e sentimento de urgência com as atividades da universidade. Porém, não exagere. O importante é saber que o equilíbrio é a chave. Em algumas horas, você vai ter que correr, porque, simplesmente, as provas vão todas cair na mesma semana e o professor não vai querer mudá-las. Se você estiver relaxado demais, vai perder os exames ou chegará às avaliações sem saber nada.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 19. Ponha tudo em seu lugar

É importante organizar seus livros, e-mails, cadernos, anotações. Ao manter a informação em lugares que conhece, você poderá consultá-las com mais facilidade. Lembre-se de que o Direito é uma matéria interdisciplinar, que envolve diversos conhecimentos adquiridos ao longo da sua formação. Portanto, mantenha tudo em seu lugar devido.

 

 

20 dicas para estudantes de Direito – 20. Mantenha relações

É incrível como você reencontra pessoas na sua carreira. Portanto, é necessário manter boas relações com todo mundo, pois não se sabe o dia de amanhã. Aquela pessoa que você não gosta pode ser essencial para que você conquiste o emprego com o qual você sempre sonhou.

 

 



Autor: 

Fernando Cunha, Recife

 

É PRECISO OLHAR PARA O FUTURO. DEPENDE DE NÓS!

 

Daqui a 14 anos, a educação será muito diferente comparado ao que conhecemos hoje. Confira quais serão as principais mudanças na área até 2028


 

Infográfico: veja como a educação será até 2028

Crédito: Shutterstock.com

As experiências de ensino, como jogos, serão tão aprimoradas que há quem diga que os professores não serão mais necessários

 

 

A tecnologia está cada dia mais presente em nossas vidas. Smartphones, computadores, notebooks, tablets, GPS, entre outras coisas. Todos esses dispositivos são encontrados facilmente e fazem parte do nosso cotidiano. Porém, não só o nosso dia-a-dia tem sido afetado pela tecnologia: a educação também está passando por transformações.

 

 

 

Entenda a seguir como o desenvolvimento da tecnologia pode influenciar na educação até 2028:

 

Como a educação será até 2028

 

Vários perfis de IES
O papel das instituições de ensino formais vai ser revisto. No futuro haverá instituições de ensino que só vão certificar, instituições de ensino que só vão avaliar e instituições de ensino que só vão disponibilizar o conteúdo. É o que pensa o prof. Dr. Stavros P. Xanthopoylos, vice-diretor do IDE/FGV e vice-presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED). Para ele, haverá mercado para qualquer estratégia, mas “nada vai substituir a interação do aluno com quem é capaz de gerar o conhecimento da humanidade – mesmo que seja em vídeo”.

 

Todos conectados
Hoje funciona assim: meus alunos, meus professores, meus conteúdo. “No futuro haverá uma matriz que funcionará assim: qualquer aluno e qualquer professor conectados nesse mundo”, aponta Xanthopoylos.

 

Todo o conteúdo no bolso
Os computadores se tornarão cada vez menores. Será possível levar no bolso todo o conteúdo aprendido graças a um dispositivo com a competência e facilidade de um notebook completo. Além disso, os e-readers serão cada vez mais comuns. Os alunos não terão que levar uma pilha de livros para a aula.

 

Mais diversão nas salas de aula
Os jogos com experiência de aprendizado serão mais desenvolvidos e completos e, por isso, estudantes sentirão mais prazer na hora de aprender.

 

Menos livro, mais arquivos compartilhados
Os livros podem ser tornar raros nas instituições de ensino. Os professores devem compartilham arquivos de leitura para que os alunos baixem e acompanhem durante a aula.

 

Aulas cada vez mais multimídias
A forma com que o conteúdo será transmitido também mudará, já que existirá um número altíssimo deferramentas multimídias para serem utilizados nas escolas.

 

Mais sites de educação
O conhecimento não será mais exclusivo. Existirão sites gratuitos para aprender e ensinar, tão completos e eficazes quanto instituições de ensino.

 

O assunto realmente importa?
Além disso, a educação será mais ligada aos fatos e resultados. Se um assunto não for realmente importante para a formação de um aluno, ele será descartado.

 

Sem matérias fixas
No futuro as matérias fixas podem não mais existir. Na escola, um aluno poderá aprender desde empreendedorismo até intolerância religiosa. Os assuntos que mais interessam aos alunos serão abordados tanto na escola, quanto em casa, já que o ensino à distância está em sua plena forma e o armazenamento em nuvem é utilizado e acessado por todos. O ato de estudar não terá como propósito apenas formar um bom profissional, mas também um cidadão melhor. Por isso, o estudo de raças, desigualdades, pobreza e religiões será muito fácil e livre.

 

Mais redes de aprendizado
As grandes instituições de ensino se uniram para criar uma grande rede de aprendizado, em que os alunos podem trocar informações e ideias entre si.

 

Novas experiências de ensino
As experiências de ensino, como jogos, serão tão aprimoradas que há quem diga que os professores não serão mais necessários. Existirão centros de ensino em que profissionais poderão tirar dúvidas e propor exercícios. A ideia de propriedade intelectual será muito mais fraca, já que o conhecimento será aberto para todos.

 

Big data mais forte na educação
Estará disponível uma tecnologia que pode analisar as reações físicas dos alunos. Se os batimentos cardíacos aumentarem durante uma aula, por exemplo, pode ser que ele está com dificuldade para entender o assunto. Dessa forma, será mais simples saber quais assuntos devem ser revisados.

 

Um novo modelo de escola
A escola da maneira que conhecemos hoje existirá em menor quantidade, já que muitos alunos estudarão em casa. Novos tipos de certificados irão surgir, já que todo conhecimento será válido e proveitoso. Por fim, a forma com que as pessoas encaram a educação irá mudar: todos terão acesso a informações e poderão desenvolver o conhecimento.

 

 

 


Fonte: Universia Brasil

Fernando Cunha, Recife

 

 

 

A CasaE, na zona sul, mostra como é possível reduzir em até 70% o consumo de uma residência

Imagine se sua casa conseguisse reduzir em 70% os gastos com energia elétrica. Muito difícil? Bom, pelo menos há uma inspiração. A CasaE é uma construção que usa tecnologias avançadas e sustentáveis e serve de modelo para quem quiser aprender como economizar.

divulgação

divulgação

Aberta ao público desde setembro de 2013, a CasaE de São Paulo é a décima do tipo – as outras nove estão espalhadas pelo mundo. Todas são mantidas pela multinacional química BASF.

A residência de quase 400 metros quadrados fica na zona sul de São Paulo e está aberta para visitação gratuita. Em seu interior, é possível ver inovações como paredes de isopor que funcionam como isolantes térmicos, tintas que refletem o calor do sol e pisos que absorvem água.

Quem quiser conhecer a CasaE de São Paulo só precisa agendar um horário enviando e-mail para[email protected].  A casa fica na Avenida Prof. Vicente Rao, 1195, no Campo Belo. O telefone é (11) 2366-4973.

Fonte: Catraca Livre 18.03.2014

Fernando Cunha – Recife

 

A RENOVAÇÃO É UMA DAS MELHORAS FORMAS DE OXIGENAR O QUADRO POLÍTICO, ONDE APARECE NOVAS LIDERANÇAS, COM NOVAS IDEIAS,UMA MANEIRA DIFERENTE DE ENXERGAR, COM O PROPÓSITO DO BEM COMUM. UM LÍDER TEM QUE SE RECICLAR; O MODO DE PENSAR HOJE MUDOU;MUDA A CADA SEGUNDO,NÃO PODEMOS FAZER IGUAL AO PASSADO;TEMOS UM GRANDE DESAFIO DE CONECTAR; O QUE ADIANTA TER FACE, SE NÃO É VOCÊ QUE ESCREVE? VOCÊ PARTICIPA DE UM CHAT?USA WHATSAP? ESTA VELHA POLÍTICA PODERÁ SER SUBSTITUÍDA EM BREVE…2014 É UM GRANDE DIVISOR.

 

O IMPÉRIO FICA CEGO NA MEDIDA DA SUA VAIDADE(FC).

 

EU SOU O CAPITÃO DO MEU MAR!

 

FERNANDO CUNHA; RECIFE 13.03.2014

 

 

 

17 curiosidades sobre camisinhas que você provavelmente não conhece

17 curiosidades sobre camisinhas que você provavelmente não conhece

Aqui no Mega Curioso já trouxemos para vocês, nossos caros leitores, artigos divertidos e repletos de fatos interessantes relacionados com o sexo, a anatomia feminina, a masculina, com lendas urbanas que circulam por aí e muito mais. No entanto, apesar de também termos publicado inúmeras matérias sobre camisinhas, ainda não tínhamos postado nada dedicado exclusivamente às suas curiosidades. Então, que tal conferir 17 que você provavelmente não conhece?

 

1 –Estima-se que aproximadamente 5 bilhões de camisinhas sejam usadas todos os anos no mundo;

2 – Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados encontraram uma utilidade inusitada para as camisinhas: eles usavam os preservativos para cobrir os canos dos rifles para evitar a entrada de água salgada no interior da arma;

 

3 – Aproximadamente 40% de todas as camisinhas vendidas no mundo são compradas por mulheres;

4 – A evidência mais antiga sobre o uso de preservativos — ou alguma forma deles — na Europa foi descoberta por arqueólogos em uma caverna em Combarelles, na França, na forma de pinturas rupestres datadas de 11 a 13 mil anos atrás;

5 – De acordo com registros históricos, os antigos egípcios já usavam camisinha em 1.350 a.C. e, além disso, usavam cocô seco de crocodilo como “reforço” graças à sua ação espermicida;

6 – No passado, os preservativos eram feitos com as bexigas e os intestinos de ovelhas, cabras e carneiros, e muitos deles eram reutilizáveis;

7 – Embora hoje em dia a maioria seja feita de látex, no passado as camisinhas também costumavam ser feitas de linho, couro, seda, pele de peixe e até metal;

8 – Os japoneses dispunham de dois tipos de preservativos: um era feito de pele de animal e o outro, provavelmente bem incômodo, de chifres ou casco de tartaruga;

9 – As camisinhas de “borracha” só foram inventadas mesmo no século 19 por Charles Goodyear, o famoso fabricante de pneus;

10 – Para produzi-las, os fabricantes mergulham moldes de vidro — com os mais variados formatos e tamanhos — no látex, esperam que o material seja curado. Depois, as camisinhas são retiradas das formas, lavadas e levemente empoadas para que não fiquem grudentas. Então, elas são testadas eletronicamente para comprovar que não tenham furos, enroladas, lubrificadas e, por último, embaladas.

11 – A preferência mundial varia um pouquinho: nos EUA parece que houve um aumento pela procura de modelos contendo materiais orgânicos e lubrificantes; já os europeus são chegados em texturas e designs diferentes, enquanto os brasileiros gostam de versões com sabores de menta e hortelã;

12 – Uma camisinha comum pode acomodar mais de 3 litros de líquido em seu interior;

13 – Na Nigéria, a palavra okpuamu significa preservativo, mas, literalmente, a tradução do termo seria algo como “chapéu para o pênis”;

14 – Reza a lenda que o ilustre italiano Casanova usava camisinhas com bastante regularidade — ainda bem! —, as quais ele aparentemente chamava carinhosamente de “redingote anglaise”, ou seja, capa inglesa para cavalgadas;

15 – Um total de 100 mil preservativos foram distribuídos aos atletas que participaram dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, o que significa que cada um recebeu em média 35 unidades;

16 – As camisinhas femininas surgiram na década de 90, mas não fizeram o sucesso esperado devido ao desconforto e dificuldade de uso;

17 – Desafio: tente repetir a palavra dinamarquesa para preservativo sem gaguejar: svangerskabsforebyggendemiddel. E aí, leitor, conseguiu?

 

Estamos vivendo uma época de grandes mudanças, onde o futuro é o único lugar que oferece oportunidades para todos os visionários,sonháticos,lunáticos,que acreditam nesta força que nos movem diariamente: a paixão de quebrar os paradigmas,ousar,fazer diferente,mais e melhor, dá um passo à frente,trilhar novos caminhos, seguir em frente..

Pernambuco vive um grande momento de desenvolvimento econômico com grandes projetos,melhoria na renda,inovação na gestão pública,melhoria na saúde,visão educacional; claro que existe problemas,saber enfrentar e resolver é a grande diferença. 

Sou Pernambucano,nascido no Morro dos altos coqueiros do Recife,morador da cohab de Rio Doce-Olinda,amigo de Chico Sciense;pobre,trabalho desde os 15 anos para ajudar a família,estudei toda minha vida em escola pública,conseguir mim formar com crédito educativo,fiz pós, mba e pretendo continuar.

Analisando jornais,revistas e blogs, e sendo 2014 um ano eleitoral;vou arriscar algumas considerações sobre minha humilde opinião sobre o referido título:

1- queira ou não queira os juízes, o Governador de PE, Eduardo Campos é o elemento novo nesta eleição; o resto está no passado.

2-Seu  Governo é exitoso e tem aprovação em torno de 80%

3-Nunca antes na história, tivemos projetos/programas bem estruturados e com qualidade e visão de futuro(Pacto pela vida,ETE,Mãe Coruja,Intercãmbio de alunos; Fundo Muncipal sem burocracia)

4- O povo já está cansado da mesmice.

5 – O jogo é ganha-ganha; temos que acabar com o individualismo exagerado

6- A dupla Eduardo e Marina tem um grande potencial de crescimento e aceitação

7-É o único candidato que está querendo ser presidente por vocação

8- É antenado com as novas tecnologias e com visão de futuro

10- Tem coragem, ousadia, com mentalidade jovem

11-O maior colégio eleitoral São Paulo, é composto por nossos irmãos nordestinos(olha a identidade)

12-  As ruas deram o recado;rolezinhos,protestos,vaias,insatisfação

13- Já começaram os problemas econômicos/sociais/desconfiança/credibilidade

14- A Economia Internacional está desequilibrada;2013 não foi bom;2014 é instável

15- Estamos sem rumo,o Governo Federal está sem projeto

16-O segundo turno é uma realidade próxima

17- Dilma não é uma liderança( o Lula é); e Eduardo está fazendo a coisa certa

18- O modelo atual está falido,pois olha apenas o consumo; não existe poupança

19 – Seguir em frente…com Eduardo Presidente

20- O Leão do Norte está rugindo forte 

21- Acredito que em breve vamos comer bolo de rolo,tapioca,macaxeira com charque em Brasília

Fernando Cunha, SJE – 06/03/2014